NOSSA STAYCATION EM NOVA YORK – Sendo turista na própria cidade. Brunch, passeios, por do sol e mais!

21 de dezembro de 2019

Staycation é uma brincadeira com a junção de duas palavras stay (ficar) e vacation (férias) e significa basicamente tirar férias mas continuar na mesma cidade ou fazer viagens curtas em cidades próximas e aproveitar o que a própria cidade tem. Bom, explicado isso, no verão desse ano ganhamos uma Staycation de presente de um casal de amigos que moram na California e estavam vindo passar um fim de semana aqui em NY, só que tiveram que cancelar a viagem um dia antes e não conseguiram cancelar o Hotel que tinham reservado. Ficamos tristes porque já tínhamos marcados várias coisas pra fazer no fim de semana e conversando ela teve uma ideia e nos ofecereu a estadia no hotel. Presentão, hein? Thank you Alyssa and Guillermo! Como foi de última hora não tinha nada planejado, mas a staycation é isso mesmo, nada de planejamento, mas vou compartilhar com vocês o que fizemos nesse fim de semana de turistas na nossa própria cidade.

HOTEL・Ficamos no Park Lane Hotel, que fica localizado bem de frente ao Central Park e ao lado do Plaza Hotel – do filme Esqueceram de Mim – e achei a localização ótima por ter tudo muito perto e poder fazer muitas coisas andando. Não pegamos metrô nesse fim de semana por lá. Muitas coisas ficam em distâncias que dá pra fazer andando, como o próprio Central Park, a 5ª avenida, a famosa Apple do cubo de vidro, Rockfeller Center, Columbus Circle, Times Square, Macy’s entre outras coisas.

Fiquei apaixonada por esse espelho.❤️

Vista parcial pro Central Park e a cidade. Olha esse amanhecer, que coisa mais linda!

A vista do quarto era maravilhoso, com vista parcial pro Central Park e a cidade, mas eles tem alguns quarto com vista de frente pro Central Park, vi umas fotos e achei INCRÍVEL! Acordei um dos dias pra assistir o amanhecer da janela e foi lindo demais.

Chegamos na sexta-feira à noite e fomos comer rapidinho em um dos restaurantes que amamos desde que viemos como turistas em 2015, o Empanada Mama que fica bem pertinho dali e fica aberto 24 HORAS! No dia seguinte acordamos um pouco tarde e como o hotel não oferece café da manhã – eles tem o um café no hall com uma área bem fofa pra quem quiser só pegar o café e tomar lá ou subir pro quarto – então pulamos direto pro brunch, que foi no August, um restaurante que sempre quis ir, mas só lembrava dele quando passava pela frente, porque ele é super fofo, com luzinhas e tudo. O restaurante é de culinária americana e pedi um Eggs Benedict, que é um dos meus pratos preferidos pro brunch. Na versão deles, o pão foi um croissant e adicionaram uma linguiça ao prato e uma saladinha e batatas de acompanhamento. Dave pediu o New England Breakfast, servido em uma frigideira e vem um “corn bread” ou pão de milho, ovo, bacon canadense e pedimos batata trufada e mimosa pra beber.

Brunch no August.

Depois fomos andar um pouco pelo Central Park pra fazer a digestão(😝) e lembramos que mesmo já morando há 4 anos aqui, nós quase nunca vamos até lá pra passear. Mas foi bom andar por lá sem ter nenhum compromisso marcado e ter que sair correndo sem aproveitar um pouco desse lugar que é um dos mais lindos da cidade. Andamos bastante, vimos os artistas de rua, encontramos um coreto lindo e tiramos foto(claro!) e depois fomos pegar um café no Le Pain Quotidien, que tem uma unidade bem no meio do Central Park, próximo ao Sheep Meadow. Dá pra tomar café da manhã lá porque tem umas mesinhas do lado de fora ou só pegar o café e ir andar, que foi o que fizemos. Pegamos nosso café e sentamos um pouco no Sheep Meadow, que durante o verão fica lotado, TODO MUNDO vai pra lá, é a nossa praia, digamos assim. Tem gente que vem só pra curtir, pra ler, pra fazer picnic, festa, dormir e por aí vai!

No fim da tarde fomos andar no Riverside Park, que é um parque bem comprido que fica nas margens do Rio Hudson e vai da rua 72nd até a 158th. É um lugar bem legal pra ir no fim da tarde, andar um pouquinho e esperar o por do sol no Rio Hudson. Ah, na primavera também é um dos pontos da cidade pra ver a Cherry Blossom, quando as cerejeiras estão florescendo. Andamos um pouco e depois fomos comer no Pier I, um dos restaurantes que tem no parque. Eles servem bastante frutos do mar e acabei pedindo um Lobster Roll❤️, que sempre gosto de comer quando tô perto de praia/rio por aqui e Dave pediu um Hamburguer e uma torta de chocolate de sobremesa. Lá você não precisar esperar a recepcionista te levar até a mesa, você pode pegar a mesa e depois fazer o pedido e esperar eles chamarem quando tiver pronto pra você ir lá pegar.

Depois de comer fomos pro pier que fica bem em frente ao restaurante e ficamos lá até o sol se por completamente, que no verão acontece mais ou menos às 21h. Tivemos muita sorte porque o dia foi incrível com o céu bem azul, muito calor e o por do sol nem se fala!

Coreto fofo que encontramos andando pelo Central Park.

Jantar no Pier I Cafe, com vista pro Rio Hudson e o por do sol.

Essa ponte é a George Washington Bridge, que vai de Manhattan pra New Jersey.

Pro segundo dia reservei o brunch em outro restaurante que tinha muita vontade de ir desde nossa primeira vez na cidade que é o Tavern On The Green, um restaurante bem icônico que já serviu de cenário pra vários filmes e muitos famosos como clientes (tipo Grace Kelly, John Lennon) que fica bem no meio do Central Park e aproveitei que estava pela região pra ir. Porque não, né? O restaurante existe desde 1934 e já abriu e fechou várias vezes de lá pra cá, servindo até de visitor center e gift shop do parque e reabriu como restaurante em 2014. (depois vou fazer um post completo sobre ele). Na reserva você pode escolher entre os três ambientes do restaurante. De entrada pedimos biscuit, um pãozinho delicioso que sempre pedimos quando tem no cardápio. e de prato principal pedi Eggs Benedict(de novo!), mas esse veio um pouco diferente do outro, tinha uma pasta de espinafre deliciosa, bacon canadense, batatas e uma florzinha pra enfeitar o prato. Dave pediu um French Toast, que estava bem linda e era gigante, acho que nunca conseguiria comer uma sozinha de tão grande. Dessa vez não pedimos sobremesa porque os pratos vieram bem servidos e ficou pra a próxima. Mas amei o restaurante e a comida tava muuuito boa!

Esse foi o ambiente que comemos no Taven On The Green.

A apresentação dos pratos é maravilhosa!

Cheers.

Depois fomos andar de novo pelo Central Park e acabamos vendo uma sessão de fotos com cachorros super fofos, fizemos uma trilha que levou até o topo de uma cachoeira, que faz parecer que a gente tá bem longe da cidade porque só dá pra escutar os passarinhos, o vento batendo nas árvores e cheirinho de natureza.

Coisa marlinda!❤️

Nem parece que estamos no meio da cidade, né?

Pra finalizar nosso fim de semana de Staycation fomos fazer o passeio de barquinho no Central Park, que fui pela primeira vez ano passado durante um ensaio que fiz com a Meiry, @flaneriephoto e ficou super lindo e romântico. Os barquinhos ficam localizados na Loeb Boathouse e o passeio custa 15 dólares por 1h + 20 dólares de depósito (eles NÃO aceitam cartão, SÓ dinheiro). É um passeio bem divertido e romântico já que muita gente faz pedidos de casamento durante o passeio nos barquinhos.❤️

E aí gostaram das dicas? CLICA AQUI embaixo pra assistir os vlogs que fiz desses dias e que foram super legais. Não esqueçam de se inscrever no canal pra receber notificação quando tiver vídeo novo, combinado?

❤️

You Might Also Like